14.11.20

McFly discute recapturar a magia em seu primeiro álbum em uma década, Young Dumb Thrills.

ATENÇÃO GDs, ISSO NÃO É UM TREINAMENTO! Young Dumb Thrills já está entre nós; o novo álbum chegou à meia-noite de hoje em todas as plataformas digitais de música e já está encantando os corações e milhares de fãs saudosos da banda, que passou por um longo período em hiato por tempo indefinido.

O primeiro trabalho inédito do McFly em uma década causou uma onda de reações positivas entre os fãs e críticos que pontuaram que, apesar de transitar por sonoridades que já fazem parte do “estilo McFly”, a banda mostrou todo o amadurecimento dos integrantes, sem medo algum de experimentar coisas novas e até mesmo inusitadas. Young Dumb Thrills é um olhar nostálgico para passado enquanto abre os braços para tudo que está por vir.

Sobre olhar para trás, A banda, em entrevista para o Official Charts, revelou que não está pronta para se apoiar nas glórias do passado ainda. O baterista Harry Judd disse: “Obviamente, estamos naquele estágio de nossa carreira em que somos uma banda nostálgica para algumas pessoas, e isso é ótimo, mas também existe aquele elemento de querer seguir avançando e realizando. Quero olhar para trás daqui a 20 anos e achar que este momento também foi divertido – queremos continuar fazendo essas memórias e nos divertindo.” Confira a entrevista completa:

Tom, Danny, Dougie e Harry voltam esta semana com Young Dumb Thrills, seu primeiro álbum de estúdio em 10 anos. Como em seus álbuns anteriores, é a quintessência do McFly – sua marca particular de Beach Boys, o pop rock ao estilo dos Beatles sempre existiu independentemente das tendências – embora com um humor mais relaxado e reflexivo do que antes.

Dado que a última música nova do McFly foi lançada um tempo antes do streaming, quando as músicas entraram e saíram das paradas, e quando as mídias sociais estavam em sua infância, é difícil não vê-las através de lentes cor de rosa. Coincidindo com Young Dumb Thrills está um documentário da ITV chamado It’s All About Us, apresentando novas entrevistas com a banda sobre sua ascensão e seus altos e baixos de fama nos anos 2000.

Eles assistiram?Não – e provavelmente nunca irei“, diz Tom Fletcher, enquanto Harry interrompe: “Eu odeio me ver na TV de qualquer maneira.

Foi realmente tão doloroso? A banda admitiu anteriormente que foi para terapia de grupo para resolver velhos problemas antes de se reunir. Tom diz que a história do McFly é uma teia de memórias coletivas, bem como suas próprias jornadas individuais, que é impossível destilar em uma hora. “É também a nossa vida e é emocionante para nós – há algumas coisas profundamente pessoais aí. Todas essas experiências são importantes para a história do McFly e dão mais peso e contexto a este álbum, então sentimos que é importante que os fãs tenham isso.

Onde quer que a palavra comeback seja usada, a pressão logo segue, mas o McFly insiste que o processo de criação de seu sexto álbum de estúdio foi uma experiência alegre e sem esforço. Danny Jones explica que eles estiveram juntos no estúdio em janeiro e fevereiro deste ano, sem um contrato com uma gravadora ou expectativas de produzir algo significativo. “Foram as primeiras sessões que fizemos juntos em muito tempo”, diz ele. “O álbum segue literalmente o processo do que alcançamos nessas semanas.

Tom acrescenta que, embora o ritmo deles ressurgisse rapidamente, não era um mar de rosas. “Nos bastidores, nós definitivamente tentamos coisas e pensamos em seguir em linha com as tendências musicais – mas nunca fomos aquela banda tentando ser cool, então por que fazer isso agora? Quando começamos, não havia ninguém fazendo canções como 5 Colors In Her Hair. Voltamos a isso – sem prestar atenção no rádio ou nas listas de reprodução do Spotify, apenas fazendo músicas que nos deixaram felizes no estúdio naquele dia.

McFly pode nunca ter sido cool, mas seu impacto nos artistas que estão no topo das paradas de hoje está começando a aparecer, dos singles recentes do 1975 a Lewis Capaldi revelando que o single de 2007 “The Heart Never Lies” é uma de suas canções favoritas de todos os tempos.

É bom quando você ouve artistas atuais dizendo que gostam de nossa música“, diz Harry. “É algo que não experimentamos no início – bandas indie costumavam nos criticar na NME para aumentar sua credibilidade. Não podemos fingir que não amávamos o que Lewis Capaldi dizia.

Quando o McFly surgiu, a indústria da música estava em queda livre financeira, sua resistência à mudança do físico para o digital significava que o download ilegal era abundante. De forma inteligente, o McFly forjou uma base de fãs leais que realmente compraram seus discos, ganhando sete singles em primeiro lugar e dois álbuns no topo das paradas. 17 anos depois, o Top 40 pop tornou-se um jogo de números ainda maior: além das posições nas paradas a serem enfrentadas, há estatísticas de streaming, número de adições à lista de reprodução e contagem de seguidores nas redes sociais, todos sendo constantemente examinados.

Não é algo que o McFly possa sequer fingir se importar. “Sinto que fechei o círculo sabendo qual é nossa responsabilidade como banda – e isso é escrever música e tocar ao vivo”, disse Tom. “O que você sonha quando é criança e vê seu ídolo no palco – é a parte sobre estar em uma banda que eu quero focar. Essa grande mudança no mundo do streaming é tão estranha para mim e para o que sabíamos, que podemos nos separar dela e deixar para nossa gravadora e empresários porque eles entendem disso. Isso significa que podemos nos concentrar em escrever as melhores músicas que pudermos e tocar ao vivo. Sinto-me menos envolvido com isso do que há dez anos.

Temos muita sorte de ter isso, no entanto,” Danny rapidamente interrompe. “Para estar em nossa posição, temos que ser gratos por isso. Existem artistas por aí com bilhões de streams, mas eles não podem vender ingressos.

Um componente chave do som do McFly que permanece totalmente intacto em Young Dumb Thrills é a sensação de escapismo, particularmente nos singles Happiness e Tonight Is The Night. Em um ano difícil, o momento não poderia ser melhor. Harry observa que a segunda faixa do álbum, Another Song About Love, começa com a frase: “A vida é ótima hoje em dia e não tenho do que reclamar“, brincando ele disse: “Que fique claro que foram escritas antes de Covid!

É um trabalho árduo permanecer tão animado e alegre, (quase) 20 anos depois?Sinto que é responsabilidade da música pop fornecer três minutos de escapismo”, disse Tom. “Você a coloca para ir a outro lugar um pouco. É uma das coisas boas para nós podermos ocupar o mundo pop como uma banda. Acho que há diferentes elementos no McFly – há a Star Girl, 5 Colors In Her Hair – apenas pop divertido por alguns minutos. Os álbuns são tão importantes que são para todas as outras coisas – o sentimental, o emocional e mais pessoal.

Ouça Young Dumb Thrills na sua plataforma de streaming preferida e adquira o álbum físico na pré-venda.

Para mais informações sobre o McFly, fique ligado no McFly BrasilTwitter / Instagram Facebook.

Fonte: Official Charts UK
Por:
 Thaís S. (@rromansholiday)

 

Somos um site sem fins lucrativos criado e mantido por fãs para fãs. O MBR não possui qualquer ligação com o McFLY, seus familiares, agentes ou seus representantes. Todo o conteúdo aqui apresentado, como notícias, informações, traduções, textos etc., pertence ao site, a não ser que seja informado o contrário. Nenhuma violação de direitos autorais é pretendida. Nós NÃO reivindicamos direito de propriedade sobre nenhum vídeo ou foto, os mesmos pertencem aos seus respectivos donos. Caso algum conteúdo aqui disponibilizado seja de sua autoria e você gostaria que fosse removido, solicitamos que entre em contato conosco imediatamente.

layout criado e desenvolvido por lannie d. - 2020 -